Dependências/Adições

Os comportamentos aditivos/dependências são uma condição complexa, que se manifesta pelo uso compulsivo de substâncias – álcool, drogas ou tabaco -, apesar dos seus efeitos nefastos para a saúde. As pessoas com dependências sentem um desejo intenso por determinada substância e têm dificuldade em deixar de a consumir. Ao longo do tempo, vão desenvolvendo uma certa tolerância, o que faz com que precisem de quantidades cada vez maiores.47 Em algumas destas substâncias (por ex. heroína) desenvolve-se também uma dependência física, o que se traduz pelo aparecimento de sintomas de abstinência quando o consumo é reduzido ou interrompido subitamente.

De um modo geral, as pessoas começam a consumir estas substâncias pelas mais variadas razões: para se sentirem melhor, para terem um melhor desempenho, por curiosidade ou por influência dos outros.48

- Álcool

O álcool é considerado uma droga psicotrópica com efeitos depressores no sistema nervoso central, ou seja, provoca alterações no comportamento de quem o consome, podendo mesmo causar dependência. Apesar dos seus efeitos nefastos é a substância psicotrópica mais aceite nas sociedades de cultura Ocidentalizada e o seu consumo chega mesmo a ser incentivado.49

O álcool está estreitamente ligado a causas de morte importantes, nomeadamente às doenças cardiovasculares e oncológicas, aos acidentes rodoviários, aos suicídios e à cirrose hepática.50 Estima-se que em 2012 o seu consumo tenha causado a morte de 3,3 milhões de pessoas em todo o mundo, o que representa 5,9% das mortes à escala global.51

Depois da ingestão de álcool, a sensação inicial é de euforia e de desinibição. Segue-se um estado de sonolência, turvação da visão, descoordenação muscular e diminuição da capacidade de reação. A longo prazo, os efeitos do consumo de álcool são devastadores e afetam diversos órgãos vitais, provocando a deterioração do cérebro, alterações cardíacas, problemas de fígado como hepatite e cirrose, gastrite e úlceras, inflamação do pâncreas, entre outros.52

Alguns dos sinais de dependência são: sentir grande necessidade de consumir bebidas alcoólicas; incapacidade de controlar o consumo; tolerância ao álcool; persistência no uso da substância apesar da evidência de consequências nocivas e síndrome de abstinência.53

A supressão súbita do álcool nas pessoas dependentes pode desencadear uma grave síndrome de abstinência, que pode provocar diversos sintomas. Entre as doze e as dezasseis horas seguintes à privação da bebida surge um sentimento de inquietação, nervosismo e ansiedade. Várias horas depois podem aparecer cãibras musculares, tremores, náuseas, vómitos e grande irritabilidade. Nos casos mais graves, a partir do segundo dia surge o denominado “delirium tremens”, caracterizado por confusão mental, desorientação e aparecimento de delírios e alucinações.52

- Outras Drogas

Além de causar dependência e provocar muitos efeitos nefastos para a saúde, o abuso de drogas coexiste frequentemente com outras perturbações mentais. Em alguns casos, as perturbações mentais como a ansiedade, depressão ou esquizofrenia podem anteceder o abuso de drogas. Em outras situações, o abuso de drogas pode desencadear ou agravar as perturbações mentais, especialmente nos indivíduos mais vulneráveis.54

Tanto o abuso de substâncias psicóticas como as outras perturbações mentais têm como causa um conjunto de fatores que se sobrepõem, como vulnerabilidades genéticas e a exposição precoce ao stress ou trauma.55