Comunicados

28th European Congress of Psychiatry

Due to the escalation of COVID-19 Coronavirus in Europe and the resulting restrictions regarding travels and the hosting of events and congresses, the European Psychiatric Association has decided to postpone the 28th European Congress of Psychiatry. The congress will now take place on 4-7 July 2020 at the same venue, IFEMA, in Madrid, Spain.

Geral

Saúde Mental e COVID-19: contribuir para «a resiliência dos profissionais de saúde»

A nova presidente da Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental (SPPSM), a psiquiatra Maria João Heitor, considera que “a Saúde Mental tem um papel insubstituível, embora muitas vezes ignorado”.

Perante a atual epidemia de COVID-19, salienta que a Saúde Mental “tem uma função que deve ser dirigida a diferentes alvos, nomeadamente na educação do público e no fortalecimento da resiliência pessoal dos profissionais da área da saúde”.


Maria João Heitor

Maria João Heitor, que tomou posse como presidente da Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental (SPPSM) no último fim de semana, lembra que “estamos num período particularmente difícil, de incerteza, resultante de mais uma ameaça à saúde pública”.

Em declarações à Just News, sublinha que se trata de uma ameaça que “coloca desafios físicos, pessoais, sociais e emocionais para os profissionais de saúde e o público em geral”.

E não deixa de alertar que “há populações particularmente vulneráveis”, como as pessoas com doença mental grave e com deficiência mental, que apresentam “dificuldades ao nível das medidas de proteção no distanciamento social”. Ou os sem-abrigo, “na sua maioria, com doença mental e abuso de substâncias, como álcool e drogas, que estarão mais desprotegidos”.


Direção da SPPSM: João Bessa, Luís Madeira, Joaquim Cerejeira, João Marques, João Marques-Teixeira, Ricardo Coentre, Ema Conde, Maria João Heitor e Manuela Abreu

Maria João Heitor sucede a João Marques-Teixeira na presidência da SPPSM

Maria João Heitor, que é diretora do Serviço de Psiquiatria do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, e do próprio Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental em que aquele está integrado, sucede, no cargo de presidente da SPPSM, ao seu colega João Marques-Teixeira.

O psiquiatra do Porto, eleito para o triénio 2016-2018, acabou por cumprir mais um ano de mandato, facto que resultou da realização em Portugal, em 2019, do 19.º Congresso Mundial de Psiquiatria.


João Marques-Teixeira

“Penso que, neste momento, temos uma Sociedade reconhecida, interventiva, com preocupações de natureza científica e formativa. E temos uma Sociedade preocupada com os nossos doentes e com a formação dos nossos psiquiatras”, afirmou João Marques-Teixeira, em jeito de balanço dos últimos quatro anos na vida da SPPSM.

Falando já na qualidade de sua presidente, no final da Assembleia-Geral realizada no passado sábado, Maria João Heitor mostrou-se segura de que “a Sociedade pode continuar a contar com mais uma excelente equipa, motivada, que vai conseguir, de uma forma sábia e sensata, conjugar os valores e a tradição da SPPSM com a inovação e o progresso”.

Garante também: “Vamos dar o nosso melhor pelo conhecimento científico, pelos psiquiatras, pelos outros profissionais de Saúde Mental e, acima de tudo, pelos doentes, famílias e comunidades mais alargadas onde estão inseridos.”


Ex-presidentes da SPPSM: António Pacheco Palha (2009-2012) e Maria Luísa Figueira (2013-2015); presidente cessante: João Marques-Teixeira (2016-2019); presidente: Maria João Heitor (2020-2022); presidente eleito: João Bessa (2023-2025)

Continuar a investir na formação pós-graduada

Com um mandato de três anos (2020-2022) pela frente, Maria João Heitor diz que tenciona recorrer, de uma forma mais regular, ao Conselho Consultivo da SPPSM, que integra os ex-presidentes António Pacheco Palha (2009-2012) e Maria Luísa Figueira (2013-2015). De acordo com os estatutos da Sociedade, João Marques-Teixeira, na qualidade de presidente cessante, e João Bessa, como presidente eleito, integram uma Direção que reúne psiquiatras de diversas regiões do país.

A nova presidente da SPPSM refere que desenhou um plano de ação orientado por “sete linhas mestras”, a primeira das quais se prende com a intervenção junto da sociedade civil e da classe política. “Um aspeto importante prende-se com a comparticipação de antipsicóticos, que a Direção e o presidente cessante defenderam e promoveram”, sublinha.


Intervenção de Maria João Heitor durante a tomada de posse da nova Direção da SPPSM

A continuação do investimento na formação pós-graduada em novas edições de cursos dirigidos sobretudo a internos de Psiquiatria mas também, por exemplo, a especialistas de Medicina Geral e Familiar é outra das prioridades daquela responsável, que também tenciona investir na criação do Observatório de Saúde Mental.

Licenciada pela Faculdade de Medicina de Lisboa, Maria João Heitor repartiu o seu internato de Psiquiatria pelo Miguel Bombarda e hospitais do Reino Unido. Em Portugal, já trabalhou em diversas instituições hospitalares, estando no Beatriz Ângelo desde a sua abertura (2012).

Entre outras funções, foi diretora de serviços de Psiquiatria e Saúde Mental da Direção-Geral da Saúde, membro do Conselho Nacional de Saúde Mental e representante portuguesa junto da OMS e da Comissão Europeia. É doutorada em Medicina Preventiva e Saúde Pública.

Corpos Sociais da SPPSM  Triénio 2020-2022

DIREÇÃO
Presidente: Maria João Heitor
Vice-presidente: Luís Madeira
Presidente eleito: João Bessa
Presidente cessante: João Marques-Teixeira
Secretário-geral: Ema Conde
Tesoureiro: Ricardo Coentre
Vogais: João Marques, Joaquim Cerejeira e Manuela Abreu

ASSEMBLEIA-GERAL
Presidente: Carlos Ramalheira
Vice-presidente: Susana Almeida
Secretário: Lurdes Santos

CONSELHO FISCAL
Presidente: Luís Câmara Pestana
Vice-presidente: Sónia Ramos
Secretário: António Bento

CONSELHO CONSULTIVO
António Pacheco Palha
Maria Luísa Figueira


Ricardo Coentre (tesoureiro), Ema Conde (secretária-geral), Luís Madeira (vice-presidente) e Maria João Heitor (presidente)

Falecimento do Dr. Guilherme Ferreira

Comunicados

Falecimento do Dr. Guilherme Ferreira

Decorria o XIV Congresso Nacional de Psiquiatria promovido pela SPPSM, quando fomos informados do falecimento do Dr. Guilherme Ferreira.

O Dr. Guilherme Ferreira exerceu diversas responsabilidades na área da Psiquiatria, na Psicologia, na Grupanálise, na Psiquiatria Social, Comunitária, mas destacamos o período em que, como Diretor do Hospital Miguel Bombarda e responsável do ensino da Psiquiatria neste mesmo Hospital, moldou os diferentes profissionais que por lá passaram.

Nessa função e para as diversas gerações de psiquiatras, que ali se formaram, o Dr. Guilherme Ferreira deixou uma marca indelével na sua formação. Sublinhamos, sobretudo, a sua inteligência em que recorrendo ao seu conhecimento enciclopédico de múltiplas áreas como a História, a Cultura, a Sociologia, a Psiquiatria, a Psicologia, o Dr. Guilherme Ferreira deixou-nos uma visão muito alargada e abrangente da compreensão da doença mental.

À família e amigos, a SPPSM apresenta as suas condolências.

Prémios/bolsas

Prémio de Fotografia Científica CPC

O Prémio de Fotografia Científica CPC tem como objetivo dar a conhecer a atividade das ciências ligadas à investigação do sistema nervoso, numa perspetiva artística, através da divulgação de imagens do cérebro, das células que o constituem e dos seus aspetos moleculares, obtidas em contexto científico ou de diagnóstico, e que aliem a estética ao rigor da descrição de processos biológicos bem definidos.

Regulamento do Prémio (2019)

  1. O presente concurso é aberto aos membros das sociedades ou associações de doentes que fazem parte do CPC.
  2. Os membros do júri ou da Direção do CPC não podem concorrer.
  3. São aceites trabalhos originais associados a uma equipa ou trabalhos individuais; cada autor pode participar com um número máximo de três obras.
  4. As fotografias, a cores ou preto e branco, submetidas a concurso, deverão ser enviadas no formato digital jpeg, com 300 dpi de resolução para o e-mail fcerebroxxi@organideia.pt
  5. A manipulação digital, sobreposição e composição de imagens é permitida, se contribuir para uma melhor visualização de um determinado fenómeno.
  6. O envio da obra deverá ser acompanhado da seguinte informação:
    a) Designação da obra
    b) Nomes e respetivas afiliações dos membros da equipa ou do concorrente individual
    c) Sociedade ou Associação a que pertencem os membros da equipa (a equipa poderá ser constituída por membros de diferentes sociedades ou associações)
  7. O júri poderá decidir não admitir a concurso os trabalhos que considere não terem qualidade artística ou que não estejam no âmbito do tema do prémio.
  8. Para a avaliação das fotografias, o júri terá em conta:
    a) Descrição de um fenómeno científico
    b) Originalidade
    c) Qualidade técnica
    d) Estética
    A decisão do júri é irrevogável, não havendo lugar a recurso.
  9. Os trabalhos distinguidos com o primeiro, segundo e terceiro prémios serão divulgados durante o Fórum - “O Cérebro no Século XXI” (26 de outubro, 2019).
  10. O CPC reserva-se o direito de utilizar as imagens submetidas a concurso para divulgação noutros locais, nomeadamente exposições ou internet.
  11. A participação neste prémio pressupõe a plena aceitação do presente regulamento.
  12. O não cumprimento do regulamento implica a exclusão do trabalho e do concurso.
  13. Qualquer caso omisso neste regulamento será resolvido pela Direção do CPC.

Programa Prov Fórum Egas Moniz

Falecimento Prof. Romildo Bueno

Comunicados

Falecimento Prof. Romildo Bueno

Morreu , no passado sábado (17.08.2019), o Prof. Romildo Bueno. Um dos grandes psiquiatras brasileiros da atualidade e um eminente psicofarmacologista. Foi um dos presidentes da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) (1983 a 1986) e um amigo de Portugal e dos portugueses, tendo colaborado , de forma assídua, com a Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e de Saúde Mental (SPPSM). Os laços fraternos e colaborativos entre a ABP e a SPPSM tiveram  muito do desejo e do trabalho do Prof. Romildo Bueno.

O amigo Romildo sempre me deu a impressão de uma pessoa feliz porque sensata. Era uma pessoa simpática que nutria simpatia pelos que sofriam e lhe pediam ajuda, e toda a simpatia inclui uma forma de compaixão. Se o pudesse caracterizar diria que o amigo Romildo era negociável no entendimento, comum no conviver, justo no aconselhar, benigno no julgar e sempre aberto perante as glórias. Vivia em permanente afeto para com a vida.

Fiquei com esta memória meu amigo.

Formação

Pós-Graduação em SAÚDE MENTAL EM CONTEXTO ESCOLAR. Da Promoção à Prevenção

Em nome do ISPA-FORMAÇÃO AVANÇADA e da direção da Pós-Graduação em SAÚDE MENTAL EM CONTEXTO ESCOLAR. Da Promoção à Prevenção venho dar conhecimento que os associados da SPPSM poderão frequentar esta nossa nova formação pós-graduada com desconto de 10% nas propinas.

Com os meus melhores cumprimentos,

Prof. Dr. JOSÉ A. CARVALHO TEIXEIRA
Director |  Director

ISPA - Formação Avançada | ISPA - Advanced Training

Comunicados

Falecimento Prof. Adriano Vaz Serra

A Psiquiatria Portuguesa está de luto. O Prof. Adriano Vaz Serra, uma das mais importantes figuras da Psiquiatria Portuguesa do século XX, 1º Presidente da nova era da Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental e eminente Professor Catedrático Jubilado da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, faleceu hoje na sua residência.

A toda a família e amigos a SPPSM apresenta as suas sentidas condolências.

Comunicados

Falecimento José Carlos Barranha Alves

Faleceu no passado dia 28 de Março, em S. Miguel onde vivia e exercia como psiquiatra, o nosso colega José Carlos Barranha Alves, após um período de doença oncológica que infelizmente vinha sofrendo.

Para além de colega de curso fui durante mais de 30 anos honrado pela sua amizade, sabedoria e sentido de vida.

Estou muito triste por ter perdido este amigo cujas qualidades humanas e intelectuais muito me influenciaram e contaminaram na sua dádiva, generosidade e grandeza de espírito.

Relataram-me que morreu em paz com a mesma dignidade com que viveu.

Em meu nome e em nome da Sociedade Portuguesa de Psiquiatria aqui ficam as nossas condolências à família e todos os amigos que tiveram o privilégio de conviver com o Dr. José Carlos Alves.

Pedro Varandas